terça-feira, 23 de março de 2010

Avatar

Competições: Qualidade ou Quantidade?


Iniciando este trabalho de coleta de informação e opiniões de pessoas que vivem a ultramaratona intensamente, que conhecem o assunto, que praticam e trabalham para que este esporte tenha evolução com segurança para quem o pratica, estaremos publicando entrevistas sobre assuntos diversos de interesse de todos ultramaratonistas, experientes ou iniciantes nesta modalidade.
Para início deste trabalho foi convidado nosso querido Prof.º de Terapia Complementar, Prof.º Luiz Lacerda, que contribuiu com algumas respostas sobre o questionamento: Competições: Qualidade ou Quantidade?



Vamos a entrevista:

Ultra CJ: É de conhecimento no meio esportivo, que muitos ultramaratonistas em competições, ultrapassam seus próprios limites e outros até desconhecem seus limites. Como é possível identificar que o número de competições ao qual o ultra está disputando por ano, está influenciando na qualidade da performance do atleta em prova?

Prof. Luiz: Receio que a grande maioria desconhece o que possa ser chamado de limite. Portanto, muitas vezes acabam por colocar a vida em sérios riscos de seqüelas irreversíveis. Hoje no mundo competitivo em que vivemos a grande busca frenética por ser o melhor, fazer mais que qualquer outro, ter mais, faz com que esqueçamos de alguns detalhes sagrados, como:
Ai sim!
Você se perguntar?
Vou estar no meio desportivo ate quando? E com que qualidade (anos)? Serei o melhor baseado em quais parâmetros?
Por ser o mais determinado? O mais ousado? O que realizou maior número de feitos?
E outras perguntas básicas.
Quanto ao numero de competições serei breve e sucinto (curto e grosso). Você esta sentindo "prazer" no que faz ou é apenas pra chamar atenção de um maior numero de pessoas?
A pergunta feita já vem com a resposta. Quando falamos da qualidade podemos sim diagnosticar alguns sintomas:
Qualidade de vida:
Como esta teu sono? Você nos últimos dias saiu com teus familiares quantas vezes?
Já matou uma seção de treinos para dedicar-se a leitura de um estudo cientifico sobre a produção de CO2 de um atleta durante uma competição?
Tem anotados todos os treinos, suplementos, alimentos, tênis, roupas, ocorrências, fatos, tempo (cronometro), tempo (clima) e outros detalhes simples que fazem as grandes diferenças?
Em quanto tempo pretende conseguir um patrocínio do qual possa viver exclusivamente para a ultra?
Tua aparência já causou espanto ou comentários do tipo:
Você esta doente? Nossa como você esta magro parece soro positivo?
Alguma vez já te chamaram de maluco ou qualquer outro adjetivo?

Ultra CJ: Levando em consideração a performance ideal para um ultramaratonista, onde ele possa competir com qualidade, sem colocar em risco sua saúde. Qual seria o número de competições que ele pode disputar por ano e que intervalo é o recomendado entre uma disputa e outra?

Prof. Luiz: Bem, recomendo sempre três (3) provas por ano.Uma prova alvo e duas para acertos finais.
Nos intervalos competir em provas menores para não perder o ânimo.

Ultra CJ:No campo da Terapia Complementar, qual é o conceito de performance de
qualidade em ultra?

Prof. Luiz: É o somatório de prazer, performance, objetivo, resultado obtido.
Contando sempre com menor numero de lesões, realizando os desafios com a maior satisfação sempre, acompanhado de uma equipe comprometida com as metas. Item importante para realização de um trabalho preventivo bem elaborado, envolva a família pois esta e a chave para o sucesso.

Ultra CJ: Quais os recursos terapêuticos que influenciam na melhoria da performance de um atleta de ultramaratona ?

Prof. Luiz: São muitos:
O yoga, Tai chi chuan, Chikung, massagens e outros.

Ultra CJ: Em atletas que disputam um elevado número de competições por ano, o organismo fica mais exposto às pequenas lesões que com o tempo e o esforço podem vir a se agravar.É possível evitar estas pequenas lesões?

Prof. Luiz: Nas atividades de longa duração, normalmente em terrenos irregulares isso e impossível.
É possível serem minimizados.

Ultra CJ: É possível minimizar estas pequenas lesões na maioria de caráter inflamatório, trabalhando o atleta nos princípios da fisioterapia, para que ele possa melhorar sua estratégia em prova?

Prof. Luiz: É possível sempre, quando um profissional da área, está envolvido na elaboração do planejamento pré-competição, treinamentos, descanso, competição e no pós-competição.

Ultra CJ: Muitos atletas de ultramaratona, procuram os recursos terapêuticos, somente depois que uma lesão compromete sua participação em outras provas. Qual é o tipo de lesão mais comum, que os atletas apresentam, quando o procuram Prof. Luiz?

Prof. LUiz: Geralmente lesões de joelhos (tendinite patelar, inflamação ílio-tibial) entorses, ciatalgia.

Ultra CJ: Cada vez mais se discute a necessidade de recuperação do atleta de ultra pós prova, é possível diminuir este intervalo que cada organismo necessita para se recuperar ou é um tempo ou período que tem que se respeitar?

Prof. Luiz: Sim. Podemos otimizar este intervalo.

Ultra CJ: Tentar voltar antes de uma recuperação de qualidade é queimar etapas?

Prof. Luiz: Certamente. Não só queimar etapas, podemos agravar micro-lesões.

Ultra CJ:O que pode ocorrer com o atleta se ele não respeitar este período de descanso?

Prof. Luiz: Alem de agravar as lesões, poderá chegar ao ponto de não mais termos condições de voltar a competir, fadiga extrema e stress. As piores lesões são provocadas no emocional. Onde a saúde física ficará muito debilitada dificultando o retorno (falta de prazer no esporte).

Ultra CJ: Para aqueles ultras que estão iniciando suas participações em competição de grandes distâncias e para os que ainda cometem erros estratégicos em prova. Quais as dicas do Prof. Luiz para estes ultramaratonistas?

Prof. Luiz: SEMPRE; planejar as competições com antecedência de no mínimo um ano.
** Envolver a família e bons profissionais em todas etapas do projeto.
Seguir o planejamento na íntegra minimizando falhas e contratempos que podem colocar tudo a perder. Lembrar que são competições com valor de investimento alto; finanças, saúde; tempo; profissionais; outros...

** normalmente existe na família alguém que e formado em Educação Física; Fisioterapia; Nutrição; Medico. Administração; outros. Isso é ultramaratona; planejamento, organização, estratégia, marketing, muita disposição e consciência de limites.

Ultra CJ: Uma mensagem aos ultras para encerrar nossa entrevista:

Boas provas. Deus abençoe a todos os Guerreiros anônimos da Ultramaratona.

NAMASTE.
Profº . Luiz Lacerda
CRT 43-813

Prof(o). Luiz Lacerda; Prof. de Terapia Complementar, formação baseada na Medicina Chinesa(MTC).
Com elevada experiência em esporte de Ultraduração; seja: corridas a pé; caminhadas(Trek); selva e altitude sem neve. Ja concluiu várias provas de 24 horas; a Jungle Marathon em 3 oportunidades e muitos outros eventos em que participou sem competição. Possue sólida experiência como atleta e estudioso destes esportes.
Cuida da preparação da Ultramaratonista Jacqueline Terto a 6 anos.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Avatar

Gramado Adventure Running


Buscando novo ânimo para as competições deste ano, após ter disputado uma excelente prova na BR135, estou confirmando minha presença na II Edição do Gramado Adventure Running 2010, que se realiza em Maio.

Inicialmente tinha optado por ir a Santa Maria, mas este ano não vou. Preciso de uma prova diferente e não muito distante de Farroupilha, e Gramado fechou muito bem esta minha necessidade de não me desgastar muito com o deslocamento até o local da competição.

São 8 trechos, totalizam aproximadamente 71km, alguns de 10km, outros de 5km enfim..são 8 trechos que precisam ser cumpridos e eu estou nesta prova.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Avatar

Conquistas

Compartilho com todos que visitam este espaço, duas conquistas de sábado passado durante nosso treino. O Lazie e o Axcel(meu filho) pela primeira vez conseguiram sair da cidade de Farroupilha e seguir até o Santuário de Caravaggio, "correndo", sem caminhar e parar durante o percurso.
Parabéns...aos dois !!! Outras conquistas virão para ambos.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Avatar

Ultramaratona Entorno Parque do Caparaó


Acontece dos dias 03 a 06 de Junho de 2010, a Ultramaratona Entorno Parque do Caparaó – Pico da Bandeira 2010 é organizada pela empresa Focus Assessoria Esportiva e Eventos.

A prova com largada na cidade de Alto Caparaó-MG (Brasil), acontecerá com chuva ou com sol, podendo ser cancelada caso condições de catástrofe coloquem em risco a integridade física dos participantes.

A competição será uma corrida pedestre, de única etapa, com total liberdade de ritmo, sendo que a distância total do percurso será de 186km.Serão declarados vencedores da prova os atletas que completarem todo o percurso no menor tempo possível dentro do limite de tempo estabelecido em 50 horas.

Serão disponibilizadas apenas 200 vagas de inscrição.

Todo trajeto da Ultramaratona Entorno Parque do Caparaó – Pico da Bandeira 2010 faz parte da rota Caminho da Luz, e será balizada por fitas zebradas, marcação de cal no chão e placas de sinalização.As inscrições estão abertas e poderão ser realizadas nos seguintes portais:- www.focae.com.br - www.webrun.com.br
Outras informações podem ser obtidas no site www.ultramaratonas.com.br

quinta-feira, 11 de março de 2010

Avatar

Respiração; um fator decisivo para a saúde e o sucesso na ultramaratona

" Os pulmões estão de contínuo expelindo impurezas, e necessitam ser abastecidos com ar puro. O ar contaminado não proporciona a necessária provisão de oxigênio; o sangue passa ao cérebro a aos outros órgãos sem o elemento vitalizador. Daí a necessidade de perfeita ventilação.

Viver em ambientes fechados, mal arejados, onde o ar é sem vida e viciado, enfraquece todo o organismo. Este se torna particularmente sensível a influência do frio, e uma leve exposição leva à doença.Respirar o mesmo ar repetidamente, até que ele fique carregado de venenosos elementos expelidos pelos pulmões e poros é muito prejudicial à saúde.

Assim as impurezas são novamente levadas ao sangue.

Para possuir bom sangue é preciso respirar bem. Deve-se conceder aos pulmões a maior liberdade possível. Sua capacidade se desenvolve pela liberdade de ação, e diminui se eles são constrangidos e comprimidos. Daí os maus efeitos do hábito tão comum, especialmente em trabalhos sedentários, de ficar todo dobrado sobre a tarefa em mão.

A respiração superficial torna-se em breve um hábito, e os pulmões perdem a capacidade
de expansão. Idêntico efeito é produzido por qualquer constrição. Não se proporciona assim espaço suficiente à parte inferior do peito; os músculos abdominais, destinados a auxiliar na respiração, não desempenham plenamente seu papel, e os pulmões são restringidos em sua ação.
Assim é recebida insuficiente provisão de oxigênio. O sangue move-se lentamente. Os resíduos, matéria venenosa que devia ser expelida nas exalações dos pulmões, são retidos, e o sangue torna-se impuro.

Não somente os pulmões, mas o estômago, fígado e cérebro são afetados.A pele torna-se pálida, é retardada a digestão; o coração fica deprimido; o cérebro nublado; confusos os pensamentos; baixam sombras sobre o espírito; todo o organismo se torna deprimido
e inativo, especialmente suscetível à doença.

A inatividade é prolífera causa de moléstias. O exercício aviva e equilibra a circulação do sangue, mas na ociosidade o sangue não circula livremente, não ocorrem as mudanças que nele se operam, e são necessárias à vida e à saúde."

Este texto foi extraído do livro " A ciência do bom viver" de Ellen G. White, páginas 238 a 240, e coloca muito bem a importância da respiração para as pessoas de forma genérica, mas se tratando da respiração para um ultramaratonista é um fator de alto rendimento, a respiração em seu alto grau de eficiência, preserva o organismo, aumenta a resistência através da oxigenação dos músculos, aumentado assim o rendimento do atleta.

Tão facilmente é sentido isso em provas, tomamos como exemplo a subida e descida do Pico do Gavião, na ultramaratona BR135, é comum atletas sentirem na pele os efeitos da falta de oxigênio em função da altitude do lugar, é um comparativo interessante, porque é praticamente a mesma situação de ficar num ambiente fechado, quando se altera bruscamente este
ambiente o corpo sente e sofre até se adaptar ao esforço que o organismo despende com estas alterações.

Treinamentos para melhorar a respiração são de longe um ganho sensível em competição, pode ser responsável por percentuais que podem ser a diferença entre a vitória ou uma melhor colocação em prova. Se em uma ultramaratona o atleta ganhar 10 segundos por quilometro, trabalhando na respiração, em uma distância de 217km representa um ganho de aproximadamente 36 minutos, vai depender de cada atleta, alguns podem ganhar mais tempo, outros podem ganhar menos, cada caso é um caso.

Quando se busca o máximo, cada segundo conquistado a nosso favor é válido, e começar pela respiração é um passo muito correto e prudente, pois iniciando pela respiração outras melhorias no corpo serão sentidas.
Trabalhe sua respiração e cuide dela de forma correta ..com certeza você irá mais longe!!