quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Experiências de um staff na BR135!

Obrigado, Comandante Mário Lacerda

Em meu primeiro post no blog (onde minha função será de escrever sobre lesões, orientações, recomendações, em suma sobre saúde e fisiologia do corpo em relação a esse esporte fascinante). Mas antes terei de relatar como foi essa minha vivencia toda como staff na BR, desde a quarta, quando cheguei a São João da Boa Vista até segunda quando retornamos ao Rio Grande do Sul.


Vamos lá, logo no primeiro dia em que cheguei à pousada em Águas da Prata, já aconteceu o primeiro fato engraçado, estava eu e a funcionaria e chega newtinho (imediato do capitão), e olha pra mim e larga “fala português”, (ri litros), só porque tenho olhos azuis e cara de gringo, segundo ele.


E assim foi se passando os dias, quinta pré-racer, onde conheci muitas pessoas especiais, que revi posteriormente durante a prova no posto de Inconfidentes, onde fui designado pelo comandante a trabalhar. Onde fiquei eu e o piloto Augusto e a equipe do resgate, durante toda a sexta e sábado. Esses dois dias foram pra mim os mais interessantes, pois ali tive a oportunidade de observar todo o esforço dos atletas, alguns que chegavam exaustos e ali paravam bastante tempo para descansar e outro que nem paravam, só passavam para marcar o tempo e continuavam, mas o que mais me marcou foram os atletas que ali em Inconfidentes desistiram da prova, uma decepção para o atleta, para sua equipe, mas com certeza a decisão certa a tomar para prevenir suas integridades físicas.


No domingo fomos para Paraisópolis, na chegada, momento emocionante, pois vi vários atletas, literalmente se arrastando para conseguir cruzar a linha de chegada, eu mesmo que dificilmente me emociono, em varias chegadas me emocionei.


Para terminar deixo aqui meus sinceros agradecimentos ao excelentíssimo comandante Mário Lacerda (pessoa excepcional) e sua esposa Eliana, por me oportunizarem essa grande experiência em que muito me foi gratificante. Ano que vem estamos novamente nessa loucura viciante.

0 comentários: